sábado, junho 29, 2013

O meu puto

O meu puto é como todos os putos de todos os pais que destilam um orgulho do tamanho do Mundo. O meu é enorme. Ainda não tem três anos, mas sabe o que quer e o que não quer. Não gosta de cães ao pé, gosta do gato do tio, não gosta de mais nenhum. Não gosta de carroseis, nem de música de festas populares. Não gostava de tomar banho no mar, até perceber que aquilo afinal é giuo (giro, para que se perceba melhor). Adora a piscina, mas os crocs já nem tanto. Já consegue dizer água e não báia (sabe-se lá porquê). Com vergonha fala baixinho. É dificil de lhe sacar beijos, mas abraços são os que se quiser. Gosta de ouvir a música alta, mas só se for a dos Caícas (ou dos caricas, para quem consegue articular a letra R). Gosta do papá Nuno e da mamã Cátia - sempre assim ditos, como se tivesse outro pai ou outra mãe - e se lhe perguntam se quer um mano, diz que quer uma mana. Gosta de batata e peixinho e de dar comida ao peixinho. Ama o cuntador pequenino - aquilo a que se chama de tablet. Já está a dormir sem fralda. Bendito resguardo. Gosta da Mariana e faz como ela quando se põe a limpar a casa. O brinquedo favorito é sempre um qualquer do primo, sendo que o primo não pode tocar nos dele. E podia continuar até mais não, mas vou voltando porque tudo muda e amanhã, felizmente é mais um dia com ele. Como a vida faz sentido? Parece-me que com o meu puto faz todo.

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

O teu Puto é um espectáculo! Sanches

5:14 da tarde  
Blogger Vanessa Borges said...

Orgulho em ti amigo, muito!

5:23 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home